“Penitenciárias sem lotação: Paraguai liberou 1.083 presos devido à covid-19”

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

O Paraguai liberou das penitenciárias nada menos que 1.083 pessoas, entre 1º de março e 11 de maio. Só de Tacumbú, a maior do país, saíram 250 detentos, segundo o jornal La Nación.

A medida é para atender a emergência sanitária provocada pela covid-19, de acordo com o Ministério da Justiça.

Com a saída das penitenciárias, 31,9% vão cumprir prisão domiciliar, 25,6% tiveram a pena reduzida e 11,9% receberam medidas alternativas ou substitutivas à prisão preventiva.

Com essas saída, o sistema penitenciário, que estava com superlotação, teve uma queda na população penal, ainda mais porque não foram permitidos novos ingressos nos estabelecimentos, para evitar o novo coronavírus.

Réus com ordem de prisão preventiva estão nas delegacias ou na Polícia Nacional, à espera de passar ao sistema penitenciário. Para que isso aconteça, o Ministério de Justiça impõe como condição o cumprimento da quarentena e que o teste de covid-19 seja negativo.

A saída dos presos foi resultado de um trabalho coordenado com a Corte Suprema de Justiça, a Procuradoria Geral do Estado e o Ministério de Defensoria Pública.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: