Último Adeus Da Cruz

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

Com o avanço da pandemia do novo CORONAVÍRUS, a impossibilidade de velar e até mesmo enterrar adequadamente os entes queridos deixou de ser uma realidade distante vivenciada em outros países e passou a fazer parte do cotidiano brasileiro. Após a confirmação da primeira morte provocada por Covid-19, em 17 de março, no Brasil, desde então, medidas sanitárias foram adotadas para evitar a transmissão do vírus durante as cerimônias fúnebres, que acabaram interferindo nos ritos de despedida com os quais estamos acostumados.


É praticamente unanimidade que a dor da perda é sempre grande, mas em tempos de CORONAVÍRUS se agiganta e pode tomar proporções inimagináveis. As pessoas não estão podendo se despedir de quem morre. Entre parentes e amigos das vítimas falta aquele abraço apertado que ajuda a consolar o pesar.

Compreender os propósitos de Deus muitas vezes pode ser uma tarefa bem difícil, principalmente quando a tristeza bate na nossa porta porque acabamos de perder um ente querido. Lágrimas passam pelos nossos olhos constantemente e o vazio da saudade aumenta o sofrimento severamente.


Hoje a saudade nos faz mais uma visita, mas não vem acompanhada da tristeza como protagonista. Com corações mais confortados, dedicaremos este dia para relembrar os bons momentos que foram compartilhados e como a presença de uma pessoa tão querida pelos seus pares foi capaz de transformar tantas vidas.


Que a dor da nossa perda possa ser diminuída um pouquinho a cada dia e que daqui para frente esta ausência seja capaz de fortalecer ainda mais os laços da nossa família. O vazio que ficou jamais será preenchido, mas com a paz de Deus em nossos corações será bem menos difícil. O céu comemora hoje a chegada de mais um passageiro que desembarcou na estação da vida eterna e que para sempre estará na nossa memória.

O Guarda Municipal Da Cruz estava afastado de licença e no final do mês voltaria ao trabalho. Queixava-se com amigos de que não queria retornar ao trabalho por causa das circunstâncias atuais.  Falava em sair de licença por tempo indeterminado, mas não deu tempo.  No domingo 14 de junho dia dos fatos, saiu com os amigos, foi a festa para espairecer a cabeça. Próximo das 21 horas retornou para sua casa, em silencio e sem deixar-se flagrar qualquer anormalidade. 20 minutos depois, os amigos da festa recebem um telefonema, notícia de suicídio.

Fechamento da sepultura

De formação, o GM Da Cruz era psicólogo e ajudava nas equipes de aconselhamento aos Guardas Municipais. Familiares se dizem surpresos com a situação tão estúpida. Não dá para acreditar, mas o GM Da Cruz tirou-lhe a própria vida.

De onde você menos espera, ou com quem você menos imagina pode acontecer o pior. Nos resta solidarizar com os sentimentos da família enlutada. “A Depressão é Silenciosa e Sorridente” – ESTEJAM ATENTOS AOS SINAIS. Amigos e familiares deram último adeus no enterro esta segunda, às 16:30h, no Cemitério Parque Jardim São Paulo.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: