Itaipu irá para ajudar entidades humanitárias

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

A margem brasileira da usina de Itaipu fará uma suplementação de aproximadamente R$ 2,7 milhões nos recursos do auxílio eventual para ajudar entidades humanitárias que perderam renda em consequência da pandemia da covid-19, na região Oeste do Paraná. Esse valor soma-se aos R$ 2,8 milhões repassados anteriormente. Só nesta ação, o total é de R$ 5,5 milhões.
Ao todo, a usina já investiu R$ 23 milhões no combate à doença. O valor inclui a reestruturação do Hospital Ministro Costa Cavalcanti, mantido pela usina, com recursos de R$ 15 milhões, e um convênio de R$ 4 milhões, em parceria com o governo do Estado, para contratação de bolsistas da área de saúde em todo o território do Paraná, entre outras medidas.

Na primeira fase do auxílio eventual – fundo emergencial destinado a ações ambientais, assistenciais, educativas e culturais que só pode ser usado em atendimentos de caráter excepcional –, a diretoria de Itaipu dobrou o valor inicialmente previsto, de US$ 250 mil para US$ 550 mil, valor equivalente a aproximadamente R$ 2,8 milhões. A medida foi tomada de acordo com as diretrizes do governo federal para ajudar os mais vulneráveis.

Foram beneficiadas inicialmente 36 entidades e mais de mil pessoas. Com a suplementação, outras 40 instituições poderão ser atendidas. “A ideia é atender o máximo possível desses pedidos. Sabemos da importância de ajudar nossa gente neste momento de crise”, diz o coordenador do Grupo Estratégico da Covid-19 da Itaipu, coronel Aureo Ferreira.

Outras medidas

No enfrentamento ao novo coronavírus, a Itaipu, lado brasileiro, investiu mais de R$ 23 milhões. Esse valor inclui a criação de uma ala exclusiva no Hospital Ministro Costa Cavalcanti, com 15 leitos de UTI e 12 de semi-intensiva para atendimentos de pacientes graves da covid-19.

Os recursos também foram usados na compra de insumos e equipamentos para atender a 9ª Regional de Saúde. O laboratório do HMCC foi habilitado para testes da covid-19.

Itaipu repassou mil testes de PCR para Foz do Iguaçu, que tem um dos maiores programas de testagem em massa da doença. A usina também repassou R$ 50 mil para uma live solidária, soma que deve ajudar mais de 800 profissionais do turismo da cidade.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: