Câmara de Foz enviou ofício ao Presidente solicitando a reabertura terrestres na fronteira

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Please enter banners and links.

A Câmara Municipal de Foz do Iguaçu enviou ofício ao Presidente da República, Jair Bolsonaro, solicitando a reabertura dos acessos terrestres da Tríplice Fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

O documento foi recebido e respondido pelo Gabinete Pessoal do Presidente da República, em que registra as considerações e agradece as sugestões disponibilizadas para análise da equipe técnica.

No ofício, o Poder Legislativo sugere alternativas e solicita medidas administrativas para a reabertura segura da fronteira.

A instituição expôs ao Presidente Bolsonaro que as atividades econômicas são vitais para atração de turistas e com o prolongado fechamento a crise econômica se agravou e milhares perderam emprego e renda.

Conforme o documento, a Câmara entende que com medidas preventivas e controle, a reabertura é perfeitamente possível.

“Entendemos que a reabertura gradual, controlada, com a prática de medidas de profilaxia, se revela razoável a permitir a retomada da atividade econômica do nosso Município, sem indicar descaso para o cuidado com a saúde da nossa população”, consta no texto.

Maldosamente estão postando vídeo antigo dos vereadores como se fosse atual.

O Poder Legislativo de Foz do Iguaçu vem a público alertar que pessoas diretamente interessadas no processo político e valendo-se do momento eleitoral, passaram a postar ou compartilhar nas redes sociais vídeo totalmente fora de contexto, gravado e amplamente divulgado no começo da pandemia, ou seja, há sete meses atrás, e que está sendo maldosamente divulgado como se fosse atual.

Naquela oportunidade, os vereadores fizeram um manifesto público quando a cidade foi tomada pelo pânico diante da ameaça do novo coronavírus e pedia o fechamento das fronteiras.Com os estudos sobre a doença e os cuidados, a realidade hoje é absolutamente diferente.

Os vereadores, por sua maioria absoluta, defendem a reabertura segura das fronteiras, da mesma forma que se posicionaram de maneira firme e decisiva pela reabertura gradual do comércio.

A instituição Câmara lamenta que pessoas com interesse puramente eleitoral e de forma irresponsável usem deste tipo de postura, distorcendo a realidade e postando vídeos antigos como se fossem atuais.

A prática se constitui crime passível de até dois anos de reclusão para quem postar ou compartilhar o conteúdo sem contextualizar a realidade da data da publicação.

Facebook Comentarios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *