Empresa retoma obras em três avenidas de Foz do Iguaçu, após 4 anos parados

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Please enter banners and links.

A empresa responsável pelas obras de ampliação e revitalização das avenidas Pedro Basso, Ranieri Mazzilli e José Maria de Brito, retomaram os trabalhos no início deste mês.

De acordo com o secretário de Obras de Foz do Iguaçu, Cezar Furlan, a retomada das obras pela mesma empresa licitado em 2014, foi possível através de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), em acordo entre a prefeitura, Ministério Púbico e a construtora Samp.

A obra estava em 50%, de um total de R$ 5 milhões, onde a prefeitura já havia pago R$ 2,5 milhões. Os recursos são da Caixa Econômica Federal, através de um financiamento com o município.

Na Pedro Basso fizeram a calçada e estão refazendo a base asfáltica. Depois, a construtora retoma a obras nas avenidas Maria de Brito e Renieri Mazzilli, com ciclovias, calçadas e o pavimento. O prazo de conclusão é março de 2021, com o mesmo valor licitado de 2014.

Investigação

Em 2016, a Polícia Federal apresentou o resultado das investigações de uma das etapas da Operação Pecúlio, concluindo superfaturamento de obras de asfalto em quatro avenidas de Foz do Iguaçu.

De acordo com a PF foram superfaturados mais de R$ 500 mil na obra das avenidas José Maria de Brito e Ranieri Mazzili. Na época, os peritos mediram a espessura no asfalto da José Maria de Brito que deveria ser de sete centímetros, mas foi constatado apenas 4,4 cm.

Na avenida Ranieri Mazzili os peritos constataram uma espessura do asfalto que deveria ser de 7 cm, mas foi feito 3,8 cm.

Nas Avenidas Pedro Basso e João Paulo II, houve, segundo a investigação, um superfaturamento de R$90.846,30, com diminuição da espessura das camadas do pavimento.

Facebook Comentarios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *