Justiça Eleitoral começaram a enviar as urnas eletrônicas para os locais de votação em Foz do Iguaçu

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Please enter banners and links.

A Justiça Eleitoral começou a enviar na manhã desta quinta-feira (12), as urnas eletrônicas para os locais de votação em Foz do Iguaçu. A primeiras urnas serão enviadas na zona 46 e na sexta-feira será a vez da zona eleitoral 147.

Ao todo, serão 520 urnas eletrônicas em 63 locais de votação em Foz do Iguaçu e outros cinco locais em Santa Terezinha de Itaipu.

Mais de 2,1 voluntários vão trabalhar no domingo (15), nas eleições municipais. Por conta da pandemia, o horário de votação começará uma hora mais cedo, a partir das 7h e vai até as 17h. Pessoas idosas e do grupo de risco devem votar preferencialmente das 7h às 10h, para evitar aglomeração. Ao votar, se souber o seu local correto de votação, basta ter um documento com foto ou baixar o aplicativo e-título no seu celular.

Segurança das Urnas

Para todo o conjunto de software produzido durante a Cerimônia de Lacração dos Sistemas Eleitorais, são geradas assinaturas digitais e resumos digitais. Caso haja qualquer suspeição quanto à autenticidade do software da urna eletrônica, as assinaturas digitais e os resumos digitais podem ser conferidos e validados por aplicativos desenvolvidos pelo TSE e por software desenvolvido por partidos políticos, pelo MP e pela OAB.

Todos os dados que alimentam a urna eletrônica, assim como todos os resultados produzidos, são protegidos por assinatura digital. Não é possível modificar os dados de candidatos e eleitores presentes na urna, por exemplo. Da mesma forma, não é possível modificar o resultado da votação contido no boletim de urna ou o registro das operações feitas pelo software (Log) ou mesmo o arquivo de Registro Digital do Voto (RDV), entre outros arquivos produzidos pela urna, uma vez que todos estão protegidos pela assinatura digital.

Muito se fala da possibilidade de hackers invadirem as urnas no dia da votação, mas a urna eletrônica não é vulnerável a ataques externos. Esse equipamento funciona de forma isolada, ou seja, não dispõe de qualquer mecanismo que possibilite sua conexão a redes de computadores, como a Internet. Também não é equipado com o hardware necessário para se conectar a uma rede ou mesmo qualquer forma de conexão com ou sem fio. Vale destacar que o sistema operacional Linux contido na urna é preparado pela Justiça Eleitoral de forma a não incluir nenhum mecanismo de software que permita a conexão com redes ou o acesso remoto.

Além disso, as mídias utilizadas pela Justiça Eleitoral para a preparação das urnas e gravação dos resultados são protegidas por técnicas modernas de assinatura digital. Não é possível a um atacante modificar qualquer arquivo presente nessas mídias.

Facebook Comentarios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *