Polícia Municipal de Trânsito de Ciudad del Este não realiza operação para retirada de limpadores vidros

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Please enter banners and links.

A Polícia Municipal de Trânsito (PMT) de Ciudad del Este não realiza nenhuma operação de retirada de limpa-vidros das ruas. Apesar da validade da portaria 26/2020, que proíbe sua presença nas avenidas, a regulamentação é ineficaz, pois os agentes não têm competência para recorrer à força para retirá-los da via pública.

Eles garantem que é necessário um trabalho coordenado entre PMT, Polícia Nacional e CODENI, mas até agora nem mesmo uma mesa de trabalho foi instalada para lidar com o problema. Enquanto isso, quem limpa para-brisas de veículos em pontos de semáforo continua a ser um flagelo para os motoristas.

O chefe de Relações Públicas da Polícia Municipal de Trânsito da CDE, Jorge Corvalán, garantiu que a portaria está em vigor, depois de duas semanas o prefeito Miguel Prieto promulgou a resolução da Câmara Municipal da CDE que proibia a presença de limpadores de vidros em as ruas.

No entanto, Corvalán destacou que o referido órgão municipal não tem competência para tirar pessoas da via pública através da força, já que a maioria dos limpadores de para-brisa tem problemas de dependência de drogas e são consideravelmente violentos. Ele afirmou que nenhum controle está sendo feito atualmente por este motivo.

“A portaria está em vigor, mas não estamos fazendo controles para que os limpadores de vidros não sejam vistos nos semáforos, porque não temos poder coercitivo, ou seja, para usar a força. Existem adultos entre os limpadores, e a força necessariamente teria que ser usada”, disse.

Ele ainda acrescentou que as tarefas de remoção dos limpadores de vidros e das crianças em situação de rua devem ser realizadas em coordenação com a Polícia Nacional e a CODENI, para que esta atenda muitas crianças com casos de exploração do trabalho infantil. Embora tenha admitido que nenhuma mesa de diálogo ou conversa está sendo realizada pelas autoridades municipais para iniciar a organização de um trabalho.

“Este trabalho de coordenação, esta mesa de trabalho que devemos implementar, ainda não está sendo criada e faremos isso em breve”, reconheceu Corvalán.

Ele acrescentou que atualmente os PMTs estão localizados nos semáforos e que vários limpadores de janelas já estão se afastando quando os veem, mas que é necessária uma assistência maior para as pessoas que permanecem ali.

Ele insistiu que o trabalho do PMT é fazer cumprir as portarias e resoluções vigentes, mas essa portaria 26/2020 esbarra no impedimento do uso da força, uma vez que essa ação seria mal vista pela sociedade.

Consultado, o diretor de Trânsito, Osvaldo Aquino, disse que vários artigos da portaria devem ser modificados, pois do jeito que está, é difícil de aplicar.

Os limpadores de vidros de carros continuam causando transtornos para os motoristas. Recentemente, foi lançado um vídeo mostrando um jovem ameaçando um motorista com uma vara. Vários acontecimentos violentos já foram registrados entre os jovens que realizam tal atividade, além disso, é relatado que eles arranham ou batem nas rodas, caso os donos dos carros se recusem a dar moedas.

Facebook Comentarios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *