Novo Plano Municipal de Esporte e Lazer para Foz do Iguaçu

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Audiência pública realizada nesta segunda-feira (2) reuniu diversos representantes para a discussão de temas e sugestões.

A audiência pública para debater novos projetos para o Esporte e Lazer de Foz do Iguaçu, realizada nesta segunda-feira (2), foi marcada pela forte participação popular na proposição de temas e organização de associações e grupos. A audiência foi promovida pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, com apoio do Conselho Municipal de Esporte e Lazer (COMEL), no plenário da Câmara Municipal.

Os temas sugeridos irão integrar o Plano Municipal de Esporte e Lazer de Foz do Iguaçu, tendo como base o programa “O esporte que queremos”, do Governo do Estado, por meio da Superintendência do Esporte.

O secretário da pasta, Antônio Sapia, utilizou a tribuna para destacar a importância da união entre a sociedade civil e autoridades que coordenam o setor para a produção de um documento final que contemple as modalidades de Formação Esportiva, Excelência Esportiva e Esporte para a vida toda.

“Ao vermos essa sinergia, com pessoas dispostas a trabalhar em conjunto para um bem comum, temos a certeza de que o caminho certo está sendo traçado e veremos um setor esportivo ainda mais organizado para os próximos anos”, frisou Sapia.

Participação popular e valorização dos profissionais

O professor de Educação Física, Alex Iantas, elogiou a evolução do setor na cidade, como a criação de concursos públicos para os educadores. “Nos sentimos muito valorizados com tudo o que estamos vendo e essa melhoria é notória. Também é necessário que consigamos ainda mais recursos para a criação e coordenação de novos projetos. Tudo isso deixará o nosso esporte ainda melhor”, citou.

Novo Plano Municipal de Esporte e Lazer para Foz do Iguaçu

O presidente do Conselho Regional de Educação Física, Gustavo Brandão, colocou a entidade à disposição para atender aos pedidos e necessidades da população, principalmente para a capacitação de profissionais da área.

“O ensino do esporte, quando feito por profissionais capacitados, tem resultados ainda mais positivos. São eles os responsáveis por moldar talentos e devolver, além de atletas, bons cidadãos”.

Reestruturação do esporte

Conforme relembrou o representante da Paraná Esporte, Clésio Prado, Foz do Iguaçu foi uma das primeiras cidades do Estado a concluir os relatórios do programa “O esporte que queremos”, que traçou um diagnóstico do esporte da região, com a listagem de projetos em andamento, atletas de alto rendimento e infraestrutura.

“A audiência pública de hoje só é possível porque toda essa equipe se reuniu, primeiramente, para entender como estava o esporte na cidade antes de iniciar outros projetos. Planejamento e ações estratégicas são as marcas desse novo esporte que queremos para o Paraná – e Foz vem se mostrando um exemplo disso”, explicou Clésio.

De acordo com o presidente do Conselho Municipal de Esporte e Lazer (COMEL), Cláudio Lisboa, outra importante iniciativa foi a reestruturação do conselho, que permitiu o trabalho integrado entre os setores, além da possibilidade de captar recursos próprios.

Todas as propostas recebidas durante a audiência continuarão a ser debatidas durante pré-conferências ao longo do mês, realizadas em todas as regiões da cidade. Elas irão anteceder a 1ª Conferência Municipal sobre o tema, no dia 26 de maio, onde o Plano Municipal será apresentado e votado.

“O fortalecimento do COMEL, restabelecendo cargos e funções internas, foi essencial para nós. Seguimos trabalhando para ouvir todos os interessados em nos ajudar a montar um material cada vez mais completo”, explicou Cláudio.

O coordenador do Fundo Municipal de Esporte e Lazer, Sérgio Winkert, detalhou os próximos passos do projeto de melhorias para o esporte local. “Com a aprovação do PME, queremos atualizar ainda o Marco Legal do Esporte, contemplando as demandas que surgirão com a participação da comunidade”, finalizou.

Facebook Comentarios

Leave a Reply

Your email address will not be published.