Desafio é continuar ampliando a produção nas fronteiras agrícolas, diz Mourão em Foz

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

O vice-presidente da República, general Antônio Hamilton Mourão, abriu na noite de segunda-feira (16) IX Congresso Brasileiro de Soja e o Mercosoja 2022, que vão até quinta-feira (19) em Foz do Iguaçu. Ele destacou o papel da ciência no desenvolvimento da cadeia produtiva do grão no Brasil. Para Mourão, falar de soja, agronegócio e segurança alimentar, pressupõe práticas sustentáveis e preservação ambiental.
As pautas, na avaliação do vice-presidente, são “inegociáveis nos novos tempos” que vivem o Brasil e a cadeia do agronegócio. “(É preciso) encarar com desassombro e determinação o inadiável desafio de continuar ampliando a produção nas fronteiras agrícolas, preservando o meio ambiente e em particular a nossa Amazônia”, ressaltou Mourão.
O Congresso Brasileiro de Soja e Mercosoja, que voltaram após dois anos, ocorrem no Rafain Palace Hotel & Convention Center. A programação, que ocorre em formato híbrido (online e presencial), tem como tema “Os desafios para a produção sustentável no Mercosul” e inclui seis conferências e 18 painéis, totalizando 50 palestras, além de 287 trabalhos técnicos em formato de pôster ou oralmente.
Mourão destacou ainda, na abertura, que o evento promovido pela Embrapa Soja “sintetiza o Brasil que deu certo, que apostou na ciência e tecnologia para seu desenvolvimento”. O general ressaltou as contribuições que a Embrapa deu para que o país se tornasse um dos principais produtores de alimentos do mundo.
O vice-presidente citou tecnologias como o melhoramento genético, a fixação biológica de nitrogênio, o manejo integrado de pragas e doenças, a integração lavoura-pecuária, a recuperação de pastagens e o plantio direto. Ele ressaltou ainda o diferencial da produção brasileira, que coloca o país na vanguarda da produção de alimentos.

Facebook Comentarios

Leave a Reply

Your email address will not be published.