Se reeleito, Bolsonaro vai privatizar Petrobras, diz Guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes, participa de audiência pública conjunta, de duas comissões da Câmara dos Deputados

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Em eventual reeleição de Jair Bolsonaro (PL), o governo dará seguimento à agenda de reformas, incluindo a privatização da Petrobras, informou nesta quinta-feira (26) o ministro da Economia, Paulo Guedes.

“Vamos privatizar a Petrobras, fazer vários acordos comerciais. Vamos fazer bem mais do que temos feito até agora”, disse Guedes após participar do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça.

De acordo com o ministro, a pandemia de Covid-19 “acabou impedindo” que a pauta das reformas avançasse no Congresso Nacional. O titular espera transformação desse cenário com a eventual reeleição de Bolsonaro e de parlamentares alinhados ao perfil de centro-direita.

A estatal, que registrou lucro de R$ 44 bilhões no primeiro trimestre deste ano, é alvo de críticas recorrentes de Bolsonaro. Na última segunda-feira (23), o governo demitiu José Mauro Ferreira Coelho, empossado havia cerca de 40 dias. Braço direito de Guedes, Caio Mario Paes de Andrade foi indicado para substitituí-lo.

Coelho tomou posse como presidente da Petrobras em 14 de abril — ele foi o terceiro a ocupar o posto na estatal durante o governo Bolsonaro, depois de Joaquim Silva e Luna e Roberto Castello Branco.

O químico deixou o comando da Petrobras pelos mesmos motivos que seus antecessores: os reajustes feitos no preço dos combustíveis, que têm irritado Bolsonaro no ano em que o presidente busca a reeleição. No início deste mês, sob a chefia de Coelho, a empresa anunciou aumento de 8,8% do diesel nas refinarias — o litro passou de R$ 4,51 para R$ 4,91.

Facebook Comentarios

Leave a Reply

Your email address will not be published.