Disfarçado de mulher, “Gordito Lindo” foge da cadeia no Paraguay

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Considerado um dos líderes do Clã Rotela, César Ortiz saiu pela porta da frente, mas foi recapturado momentos depois.

Condenado por roubo agravado, furto e receptação, o paraguayo César Ramón Ortiz Sosa, mais conhecido como “Gordito Lindo”, fugiu da Penitenciária Nacional de Tacumbú, em Assunção, durante o horário de visita no último domingo (29). Para passar pela porta da frente, o detento, de 36 anos, maquiou-se e vestiu roupas femininas.

A ousada estratégia de fuga, no entanto, não deu muito certo, tendo em vista que, momentos mais tarde, Ortiz foi recapturado pelas autoridades policiais. Édgar Olmedo, ministro da Justiça, determinou a abertura de investigação. Até o momento, quatro pessoas foram detidas e 20 funcionários da penitenciária estão afastados preventivamente.

“Evidentemente, houve envolvimento de pessoas que entraram na prisão e levaram as roupas para o disfarce. Com o início da investigação, já vimos também muita negligência por parte dos guardas, beirando à cumplicidade, o que faz com que tenham que responder pelo ocorrido”, disse o ministro, em entrevista ao canal NPY.

As imagens da fuga de “Gordito Lindo” foram divulgadas pelos principais veículos de comunicação do Paraguay nessa segunda-feira (30), ocupando amplo espaço no noticiário. O homem é apontado como um dos líderes do Clã Rotela, grupo que opera atividades como roubo e tráfico de drogas em cidades do Paraguay.

Após a recaptura, Ortiz foi levado a uma outra unidade penal, o que gerou protestos entre os detentos de Tacumbú, onde o clã é uma das principais facções internas. O clima tenso foi contornado com o envio de reforços para o patrulhamento do entorno da maior penitenciária do Paraguay.

Facebook Comentarios

Leave a Reply

Your email address will not be published.