Gaeco investiga organização criminosa especializada em falsificação de documentos

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Foram cumpridos 26 mandados de busca e apreensão, sendo 11 deles ligados a policias civis do Paraná e em 7 delegacias do Estado.

Em entrevista coletiva realizada na manhã de ontem (01), o promotor do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), Tiago Lisboa explicou sobre como agia a organização criminosa que falsificava documentos e repassava veículos recuperados.

A investigação de ontem apura crimes de receptação, falsidade documental de documento públicos e particular além do uso de documentos falsos com nomes de pessoas que já vieram há óbito.

De acordo com o promotor, a organização agia de forma fraudulenta na recuperação de veículos roubados ou furtados. Esses veículos eram recuperados pelo chefe da organização criminosa que contava com a ajuda de policias civis que estavam ligados a organização e posteriormente, os veículos recuperados eram repassados para terceiros ou vendidos por um valor abaixo do comum.

Na operação deflagrada ontem foram cumpridos 26 mandados de busca e apreensão, sendo onze (11) deles ligados a policias civis do Paraná e em sete (7) delegacias do Estado, sendo elas: Foz do Iguaçu (6ª SDP), Umuarama (7ª SDP), Ponta Grossa (13ª SDP), Guarapuava (14ª SDP), Toledo (20ª SDP), Altônia (16ª Regional) e Pontal do Paraná.

Facebook Comentarios

Leave a Reply

Your email address will not be published.