Foz do Iguaçu domina Fase Regional do Bom de Bola

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Chegou ao fim no domingo (05) a Fase Regional 11 do Paraná Bom de Bola, competição promovida pela Secretaria de Estado da Educação e do Esporte, através da Paraná Esporte, em parceria com o Departamento de Esportes da Prefeitura de Missal. 


As decisões das categorias masculinas (sub-16, sub-21 e Máster 50+) aconteceram no distrito de Dom Armando, e quem fez a festa foi a torcida de Foz do Iguaçu, que comemorou a ‘tríplice coroa’ para a cidade das Cataratas e agora irá com suas três equipes para a Fase Macrorregional, que será realizada no final de julho na cidade de Palotina. 


Pela manhã, a equipe Master de Foz conquistou o título ao vencer o campeão da 1ª edição, Marechal Rondon, por 1 a 0. Após sofrer uma pressão nos minutos iniciais, os iguaçuenses equilibraram a partida, e levaram perigo com chute de Ceará, que carimbou a trave de Amarildo. Aos 29’, Bira recebeu na direita, tirou da marcação e cruzou para Mauro, bem posicionado, desviar para as redes: 1 a 0 Foz.

Na etapa final os rondonenses tentaram pressionar em busca do empate, mas pararam na grande atuação do goleiro Arnaldo, que fez importantes, especialmente em duas tentativas do atacante Bolão, e quando o arqueiro de Foz estava batido na cabeçada de Roberto Braatz, foi a vez do lateral Lelo aparecer para tirar em cima da linha e garantir o título para Foz do Iguaçu.


“De forma alguma quero tirar o mérito da brilhante equipe de Marechal, mas começamos o campeonato como o time mais fraco, esse foi o comentário que norteou nossa estreia no Paraná Bom de Bola, e, no entanto, resolvemos fazer um campeonato de resgate da honra e do futebol de Foz do Iguaçu”, comemorou o meio-campo José Carlos da Silva, o Ceará, um dos destaques da decisão.

Integraram o time campeão na decisão os jogadores Arnaldo, Lelo, Pelé, Ivo, Januário, Maurilio, Ceará, Manga, Mauro, Bira, José Marcio, Augusto, Carlos, Jean Carlos, Pedro, Sergio Maguet, Raul e Jorge Rios.

Sub-16
Na categoria sub-16, Foz do Iguaçu conquistou o segundo ouro do dia ao derrotar Toledo, por 2 a 1, de virada. Aos 28’, após boa jogada de Pedro, Tito recebeu na área, tirou da marcação e tocou cruzado para colocar os toledanos na frente. Ainda na primeira etapa, porém, Foz reagiu a buscou a virada com Xande, cobrando pênalti com categoria aos 37’, após toque de bola no braço do zagueiro dentro da área, e Murilo Motter, aproveitando o rebote do goleiro Diego após tentativas de Diego e Pedro Tadao. No segundo tempo Toledo tentou buscar o empate, mas esbarrou no sistema defensivo muito bem montado pelo técnico Índio, que segurou o resultado e o título para Foz do Iguaçu.


“Foi um jogo muito difícil. Toledo já vem com uma base forte do Campeonato Paranaense, mas nossa equipe é jovem e tem muita qualidade, e sabia que o gol iria acontecer. Consegui fazer o gol de empate e na sequência conseguimos virar”, analisou o meia Xande, autor do gol de empate.


Sagraram-se campeões por Foz do Iguaçu na Fase Regional do Bom de Bola, comandados pelos técnicos Marcelo Ribeiro e Índio os atletas Gabriel Costa, Adrian, Xande, Bernardo, Bruno, Carlos, Eric, Gabriel Oliveira, Gustavo, Hadi, João Felipe, João Vitor, Luiz Antonio, Luiz Zanoni, Murilo Motter, Murilo Silva, Pedro Tadao, Pedro Eduardo, Vitor, Wesllen e Yuri.

Sub-21
Em outra final emocionante, que teve uma dose de drama extra no final, Foz do Iguaçu fechou o dia com ‘medalha de ouro’ ao vencer, novamente, Toledo, por 2 a 1, de virada. Logo aos 3’, André arriscou e fora da área surpreendeu o goleiro Pedro Augusto. Antes do intervalo, os iguaçuenses já demonstravam que estavam muito vivos na partida, e só não chegaram ao empate graças a duas defesas incríveis do goleiro Zorzo. No segundo tempo a pressão se intensificou, até que aos 35’ Wesley invadiu a área e foi derrubado pelo defensor toledano. Pênalti que o próprio Wesley cobrou com categoria para empatar.

Na comemoração, o autor do gol, que já tinha cartão amarelo, tirou a camisa e foi expulso. Mesmo com um jogador a menos, Foz do Iguaçu chegou ao título três minutos depois, quando Guilherme encontrou forças para descer em velocidade pela direita e cruzar na medida para Jeninson completar na segunda trave e explodir a torcida iguaçuense que estava atrás do alambrado.


“Foi muito bom poder ajudar o time com esse gol da virada no final. Fomos guerreiros, corremos atrás do placar até o final”, disse o lateral Jeninson, que fez o gol do título iguaçuense.


A equipe dos técnicos Bira e Paulo Evandro contou com os atletas Pedrão, Douglas Pisquila, Gustavo, Gabriel Passada, Patrick, Erick, Xande, Alan, Pedro Henrique, Guilherme, Bruno, Pedro Augusto, Alex, Antony, Gustavo dos Santos, Gustavo Pereira, Gustavo Santos, Iyad Hussein, Jeninson, João Vitor, Mateus, Mauricio, Vinicius, Wesley e Wilhian.   

Facebook Comentarios

Leave a Reply

Your email address will not be published.