Mutirão recolhe mais de 100 toneladas de lixo da região Leste, em Foz

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente recolheu 102 toneladas de lixo no último sábado (05) durante o Mutirão de Combate a Dengue, na região Leste de Foz. Foram quase 67 toneladas de entulhos retirados de terrenos baldios e cerca de 35 toneladas de inertes, como madeiras e inservíveis, depositados nas caçambas.


A região, que compreende bairros como Jardim São Paulo, São Luiz, Morumbi, Vila Borges e Campos do Iguaçu, foi escolhida para receber o mutirão por concentrar os maiores índices de infestação do mosquito e de casos da doença. 


“Nosso trabalho tem sido frequente para cuidar de espaços públicos, principalmente em áreas de matas ou nascentes, mas pedimos novamente para que a população nos ajude e faça a sua parte. Estamos num período crítico e com o número de casos de dengue aumentando”, comentou a secretária de Meio Ambiente, Angela Meira.

Mobilização
O mutirão do último sábado reuniu mais de 500 servidores da prefeitura, entre agentes de endemias, agentes comunitários de saúde e de outras pastas. Ao todo, 2.300 imóveis receberam as visitas dos servidores, que orientaram os moradores e distribuíram panfletos sobre os cuidados para combater a dengue. Os agentes de combate as endemias vistoriaram 2.247 imóveis, reforçando as ações que já acontecem na rotina de trabalho do CCZ.


Foram encontrados e eliminados 885 locais com água parada (criadouros de mosquito), sendo que 52 destes criadouros já apresentavam larvas de mosquito (focos). Os agentes comunitários de saúde visitaram 1.300 residências em busca de pessoas com sintomas sugestivos de dengue e outras arboviroses, para encaminhá-las ao atendimento médico. 


Nesta mesma ação, a Vigilância Sanitária notificou dois imóveis com lançamento irregular de esgoto, além de lavrar um auto de infração para uma borracharia.

Descarte correto
Os materiais recolhidos durante o bota-fora possuem locais para a destinação correta no município. Semanalmente, a Coleta Seletiva passa pelos bairros recolhendo resíduos recicláveis como: papel, vidro, plástico, metal, óleo vegetal e cartuchos de impressora. Os materiais devem ser dispostos em frente à residência, já limpos, para evitar mau cheiro ou que sejam atraídos por insetos.  Galhos, entulhos e restos de móveis devem ser levados ao aterro sanitário, sem custo para os pequenos geradores. 


A Secretaria de Meio Ambiente também distribui caçambas para o descarte desses materiais em todas as regiões da cidade. Pneus, lâmpadas, tintas, solventes, vidros planos, pilhas, embalagens de óleo automotivo, baterias, entre outros, devem ser devolvidos no local de compra ou entregues em pontos de coleta específicos, que podem ser consultados no site da prefeitura.

Facebook Comentarios

Leave a Reply

Your email address will not be published.