Caso de agressão a turista gera indignação em Puerto Iguazú

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Atacada em via pública e sem motivo aparente, mulher de 71 anos foi levada a um hospital com traumatismo craniano.

Moradores de Puerto Iguazú reagiram com indignação à notícia de que uma turista de 71 anos, procedente da província argentina de Neuquén, foi agredida em via pública, sem motivo aparente, na noite da última quarta-feira (8). Conforme os relatos, a mulher caminhava com duas amigas quando um desconhecido a atingiu com pedradas.

O incidente ocorreu na Avenida Misiones, nas proximidades da rodoviária de Puerto Iguazú, por volta das 23h. Com ferimentos na cabeça e diagnóstico de traumatismo craniano, a turista foi levada ao principal hospital público da cidade, onde está internada com quadro estável, porém delicado.

O agressor foi preso na madrugada de quinta-feira (9), sendo identificado como um estrangeiro de 25 anos, nacionalidade romena, que ingressou no território argentino, oriundo do Brasil, na tarde de segunda-feira (6). Conduzido à delegacia, o homem, que teria tido um “surto”, foi indiciado por tentativa de homicídio.

Veículos de comunicação locais, como a Radio Yguazú, deram ampla repercussão ao caso, destacando que, mesmo que tenha sido um episódio isolado, a sensação de insegurança tem aumentado em Puerto Iguazú nos últimos anos, uma vez que a população da cidade cresceu e não houve reforço significativo nos quadros policiais.

“Sempre o que se espera é o incremento da tropa policial, isso é uma realidade que a chefia da polícia da província tem conhecimento. O que estamos aguardando agora é que aconteça a formatura de uma nova turma de policiais”, disse o delegado Elio da Luz, chefe da unidade que abrange Iguazú, Wanda, Andresito, Esperanza e Libertad.

À Radio Yguazú, o delegado estimou que o atual efetivo da Unidade Regional V e demais corporações da área de segurança, como a Polícia Federal Argentina (PFA), seja de cerca de 150 integrantes em Puerto Iguazú, cuja projeção populacional (os dados do Censo 2022 ainda não foram divulgados) gira em torno de 82 mil habitantes.

Representantes do setor turístico enfatizam, contudo, que Iguazú é um destino considerado seguro e que são raras as ocorrências de crimes contra visitantes, que costumam circular à noite sem grandes inconvenientes.

Facebook Comentarios

Leave a Reply

Your email address will not be published.