Taxista é agredido por militares paraguaios na aduana da Ponte da Amizade

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

O caso foi denunciado ao Ministério Público do Paraguai.

Um taxista paraguayo foi preso por militares da Área Naval Leste, na aduana paraguaia da Ponte Internacional da Amizade, na noite de sexta-feira (17), após buzinar reclamando a demora da fila para atravessar a fronteira. Pessoas que também esperavam na fila registraram o taxista sendo levado para dentro do posto de fiscalização à pontapés.

O incidente ocorreu por volta das 21 horas e testemunhas afirmaram que o trânsito ficou parado por mais de 30 minutos, quando os motoristas começaram a buzinar como reclamação.

Dois soldados foram até os veículos que buzinavam exigindo que parassem, batendo nos vidros com as mãos e objetos. Nesse momento, o taxista inicou uma discussão com os militares. Um dos militares teria batido no rosto do trabalhador e forçado ele a sair do veículo, até o posto à socos e chutes.

Facebook Comentarios

Leave a Reply

Your email address will not be published.