Novo modelo para gestão de pacientes é aplicado no Hospital Municipal em Foz

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Quadro de sinalização visual para identificação e controle dos pacientes começou a ser usado neste mês.

O Hospital Municipal Padre Germano Lauck, gerido pela Fundação Municipal de Saúde de Foz do Iguaçu, implantou por meio do setor da Qualidade, um quadro de sinalização visual para identificação e controle diário da permanência de pacientes na unidade, baseado no Kanban (modelo originário da metodologia Qualidade Total) e preconizado pelo Ministério da Saúde.

O primeiro setor que passou a receber o novo modelo a partir deste mês foi a Clínica Médica II, onde a atribuição é diagnosticar os principais gargalos, traçando medidas para a melhoria do fluxo e resolutividade dos pacientes na unidade de internação, reduzindo o tempo de permanência, otimizando a rotatividade dos leitos.

De acordo com a supervisora da Qualidade, a enfermeira Michele Hortelan, “o novo método tem como objetivo melhorar a qualidade na assistência, dar celeridade aos fluxos dos processos que transpassam a internação dos pacientes, proporcionando concomitantemente uma maior segurança aos nossos usuários, reduzindo o tempo de hospitalização e resultando em maior giro dos leitos”, explicou a enfermeira.

Para a diretora assistencial da Fundação, a enfermeira Mariana Rolim, há de se destacar a transparência do modelo implantado, possibilitando uma comunicação e melhor interação com toda a equipe multidisciplinar da instituição. “É possível já visualizar a melhora do fluxo, pois trata-se de um método facilitador de tomada de decisão, onde as equipes multidisciplinares passam a tomar conhecimento imediato do quadro geral do paciente, adotando dessa forma as medidas necessárias, mitigando falhas e solucionando pendências”.

Kanban

Termo de origem japonesa, o Kanban que significa no sentido literal “cartão” ou “sinalização” é um método de controle ou sistema de gestão visual que ajuda a perceber o andamento do trabalho. Inicialmente, foi aplicado a processos de produção na indústria e, devido à sua eficácia, passou a ser visto como uma nova ferramenta de apoio nas rotinas assistenciais das unidades hospitalares.

Facebook Comentarios

Leave a Reply

Your email address will not be published.